Sula e Yan

7 Jun 2016

 

 

 

 A Sula e o Yan foram adotados juntos em uma das feiras realizadas pela ABEAC. Os dois tiraram a sorte grande, e foram para uma família que os mima muito! Emocionem-se com o depoimento da Camila:
“Minha sogra e cunhada iam se mudar para uma casa e minhas sobrinhas sempre quiseram um cachorro. Então, começamos a procurar cachorrinhos para adotar na internet. Quando meu marido viu o Yan, apaixonou-se. Começamos a pesquisar onde ele estaria e achei a feira de adoção. Era um pouco longe de casa, mas iríamos onde ele estivesse.
Já a Sula, foi bem diferente. Escolhemos na hora, pelo coração. Entrei na feirinha para procurar pelo Yan. O encontramos e enquanto esperávamos na fila para fazer a adoção, comecei a brincar com os outros cachorrinhos. Percebi uma cachorrinha bem gordinha, deitada no canto. Ela não se mexia, quase, só acompanhava com os olhos. Eu a chamei e ela veio, bem devagar. Depois disso não a larguei mais.
Eu decidi ficar com a Sula, e minha sogra com o Yan.
A Sula era muito carente. Nos primeiros dias, exigia muito carinho, e todo mundo a mimava até que ela se acostumou estar no meio da gente. A carinha de assustada dela ficou diferente, confiante.
Tive alguns probleminhas de adaptação, trou
xe a Sula para o meu apartamento e, quando saia para trabalhar, deixava-a com o Yan, na casa da minha sogra, para que ela não ficasse sozinha. Fizemos isso por um tempo, mas ela não se sentia a vontade no apartamento, não queria fazer xixi, comer ou tomar água. Toda manhã ela chegava muito feliz na minha sogra, como se ela se sentisse em casa. Meu sogro e sogra a tratam como criança e minha sobrinha a trata como melhor amiga. O dia todo ela tem carinho e companhia lá e a noite dorme com o Yan. Ela escolheu morar com o Yan e eu tenho certeza que fiz o melhor por ela, pois vamos quase todos os dias lá e ela vive muito feliz. Ela faz o papel de irmã mais velha do Yan, protetora e que dá bronca. Meus finais de semana são inteiros lá com eles. Chego de manhã e só saimos a noite. A vida da familia inteira mudou muito e nos dedicamos muito a eles. Trocamos muitas mensagens sobre o que eles fazem e sobre as alegrias q nos dão.
Também estamos nos empenhando para corrigir pequenos problemas de comportamento, pois a Sula estranha pessoas que não são de casa, mas, fora isso, ela é super tranquila, não dá trabalho algum. É obediente, carinhosa e companheira.
Gosto do quanto ela me faz bem, do quanto ela me diz com os olhinhos dela que é minha amiga e vai ser pra sempre.
A Sula é inteligentíssima. Minha sogra tem um papagaio há muitos anos já. Um dia, ele escapou do lugarzinho que ele fica e minha sogra ficou apavorada, com medo de ele ter sumido. Depois de chamar várias vezes pelo Louro, minha sogra percebeu qua Sula a rodeava várias vezes. Ela resolveu acompanhá-la e Sula a levou até onde ele estava escondido, embaixo da mesa da cozinha. :)
A Sula acabou juntando muito mais os membros da família, pois passamos o dia todo com eles, sentados no quintal, enquanto eles deitam ao nosso lado ou brincam com qualquer coisa. Mudou tudo.
Acredito que a vida da pessoa tem um antes e depois da adoção. A pessoa fica mais humana, mais sensível, mais feliz e mais completa.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

COMO ADOTAR

Clique no botão abaixo para conhecer nosso processo de adoção